COMO APRENDER AIKIDO EM 11 ATITUDES “SAUDÁVEIS”

1ª Atitude. A escolha do Local: Escolher para treinar em um Dojo que tenha autorização de uma organização regional e que tenha um Sensei responsável, que deve ter, no minimo 3º Dan (com certificado emitido pelo Hombu Dojo(Japão), grafado em Nihongo, língua japonesa). Verifique que  este seja vinculado e monitorado por uma organização com sede no Brasil, e por sua vez, com vinculo e reconhecimento do Hombu Dojo, Japão. Isto vai lhe preservar de cair na mão de aventureiros e dará uma qualidade melhor ao seu aprendizado. Sendo importante, ao escolher uma escola, avaliar sua história e a sua dinastia ou linha hierárquica, tanto do Dojo quanto do Sensei responsável.

2ª Atitude. O Ritmo: Definir um ritmo de treino em termos de frequência: não basta treinar 1, 2 ou de três vezes por semana, isto não importa, o mais importante é manter uma constância. A irregularidade é muito prejudicial ao desenvolvimento do aprendizado, evite o hábito de  numa semana treinar um dia e na outra treinar quatro dias e na seguinte, não treinar, isto é péssimo. Ritmo é importante, não só ao executar as técnicas mas também na periodicidade dos Keikos(treinos).

3ª Atitude. O Haraguei, (uma mistura de percepção intuitiva e empatia): Trabalhar e investir na tarefa de desenvolver a capacidade de sentir e perceber o outro. No caso de um treino de Aikido, o outro tanto é aquele que desempenha o papel de atacante/agressor (Uke), como também é em outro momento aquele que vai receber o seu ataque, o agredido, aquele que vai se defender(Nague) usando a técnica adequada. A percepção do(s) outro(s) e por extensão do mundo exterior (isto é, de tudo aquilo que esta fora de nós) é uma arte, uma arte que qualquer um pode desenvolver, mas para isto tem que haver muita dedicação, treinando, treinando e treinando, ninguém chega à excelencia sem treinamento. Ela tem várias facetas e várias nuances, tais como empatia, instinto, sexto sentido, leitura corporal ou “mental”. O ambiente de treino de um keiko é muito propicio para exercitarmos e desenvolvermos a nossa capacidade de sentir, de perceber quando o outro vai atacar, o grau de força que ele vai usar, o sentimento que ele está colocando no ataque. Podemos até chegar a perceber a energia e o sentimento do grupo naquele dia especifico. A maior vantagem de um ambiente de treino para o nosso desenvolvimento é o seu aspecto de “laboratório”; é que nele nós podemos nos dar ao luxo de errar e assim descobrir aquilo que funciona, e ali pode ser sempre aperfeiçoado, desta forma brindando a todos com pequenas descobertas que vão com o tempo melhorando nossa autoconfiança e a crença em nosso sentir. A “mágica” esta ao alcance de todos, acredite. A primeira vista pode parecer sem importância o acreditar, mas com o tempo você vai descobrindo o poder da crença. Ela é uma ferramenta de altissima importancia, que vai potencializar todos os seus fazeres. O nosso corpo é mágico, ou como dizem alguns neurologistas, ele é “ingênuo”e obediente, ele procura, cegamente, trabalhar para satisfazer todas as nossas crenças, por isto muitos sábios avisam “ cuidado com o que você pede ou acredita”. Se acreditar em doenças vai tê-las, se acreditar em infelicidade, ela vai ser uma prioridade em sua VIDA, portanto selecione e qualifique as suas  crenças e seus desejos.

4ª Atitude. O Vazio: Ao entrar no Dojo procure deixar o seu dia no lado de fora, se for possível troque o seu calçado por um chinelinho (Zori) já na entrada do Dojo. Isto lhe ajudará a simbolizar e significar a atitude de deixar o mundo lá fora. Deixe lá fora o seu estresse, as contas que ainda não pagou, os pensamentos negativos, suas dúvidas e incertezas, mas também as suas certezas e deixe lá fora também os seus títulos, sejam eles honoríficos, de estudo ou de cunho militar ou religioso. Todas estas coisas só vão lhe atrapalhar no momento do treino. Entre no treino com uma mente de aprendiz, confie. Sua mente pode até ter vários terabytes de informações, mas se estiver cheia não poderá aprender nada de novo, portanto esvazie a mente.

5ª Atitude A Gratidão (Giri): O sentimento de respeito e gratidão é um dos mais valiosos. Cultivar esta atitude é crucial para construir um sólido caminho tanto no Aikido como na vida. Está comprovado cientificamente que cultivar o sentimento de gratidão traz mais benefícios ao que agradece do que àquele a quem se agradece; isto sem contar o ambiente de energia positiva que é produzido e do qual todos se beneficiam. A principal e primeira gratidão que devemos cultivar dentro do Budo, é a todos aqueles que vieram antes de nós, pois todo o conhecimento e tradição foi por eles construído. Da mesma maneira, no âmbito familiar devemos dirigí-lo à todos nossos ancestrais, pois toda a nossa bagagem cultural, social e genética foi aperfeiçoada por eles e entregue à nossa responsabilidade, nunca esqueça.

6ª Atitude Dedicação e Gentileza: Pense, qual a sua missão? Não tivemos a sorte de vir a este mundo apenas para “Ver a Banda Passar”. Afinal, você ganhou uma corrida contra milhões de outros espermatozóides e o prêmio é a sua atual existência. Sem contar o fato de que todos os seus ancestrais tiveram a sorte ou a competência de chegar a uma idade de serem aptos para a reprodução. Nossa espécie passou por milhares de anos de aperfeiçoamento. Em respeito a tudo isto, vamos buscar ser úteis aos outros seres, à sociedade, ao mundo em que vivemos. Podemos ser úteis sendo proativos, desenvolvendo o olhar e a percepção para o que precisa ser feito e o fazendo com gentileza no coração.

7ªAtitude. Desenvolver a Antecipacao:  Atradição dentro da prática e da filosofia do Aikido ensina a importância de desenvolver a antecipação. No caso de um ambiente marcial esta é uma qualidade de sobrevivência, desenvolver a capacidade de antever algo, mas que não precisa ser de prever o futuro em horas, dias ou meses. Basta muitas vezes um segundo de antecipação para salvar uma vida. Busque primeiro este segundo; quando já o tiveres, vá em busca de mais, um de cada vez. Mas não pense que os beneficios deste tipo de treinamento se esgotam aqui, hoje em dia no mundo competitivo em que vivemos, ser proativo é uma qualidade que vai destacá-lo e diferenciá-lo em qualquer atividade. Mas cuidado a soberba não é uma boa companheira, busque ser um proativo gentil.

8ª Atitude Persistência:  As dificuldades em nosso caminho não são barreiras, são chances e oportunidades de aprendermos e nos aperfeiçoarmos. Devemos sempre lembrar que o aprendizado não é uma estrada reta e com uma inclinação constante em direção à excelência; pelo contrário, é uma estrada sinuosa e cheia de altos e baixos, com subidas gloriosas e descidas assustadoras, recheadas por algumas planícies de incertezas e dúvidas. Mas com certeza este caminho tortuoso é o caminho que leva à excelência. Porém ele só brinda aos persistentes que não desistem.

9ª Atitude Higiene: A higiene em todos os níveis: espiritual, mental e corporal constrói ambientes melhores. Quanto mais pessoas buscarem esta atitude, melhor será o ambiente de treino, familiar e de trabalho. Em suma, teremos um mundo melhor. Uma coisa tão simples, mas se cada um fizer a sua parte já estará dando uma grande contribuição, e isto passa também, pela sua higiene pessoal,  na medida do possivel, procure ir para um treino, como você iria para um encontro romântico, um keiko é uma troca, de o seu melhor em todos os sentidos. Tem pessoas que procuram se assar após o treino, mas não fazem o mesmo antes do treino.

10ª Atitude. Atitude Definir objetivos: Ao conecar a trilhar o caminho do Aikido, o Seito ( aluno/discípulo ) deve definir em sua mente um objetivo, uma meta. Isto é de suma importância. Porém vale ressaltar que metas e objetivos não são eternos, diante de algumas circunstâncias, podemos redefini-los. Para qualquer projeto de vida, sobressai a importância de definirmos o que queremos e aonde queremos chegar. Se não definirmos os nossos objetivos e os rumos de nossa vida, “alguém”( uma outra pessoa, o governo, a familia, a igreja ou qualquer outra) vai definir por nós. Claro que existe muito de imponderável no nosso caminho, dificilmente vamos acertar 100% no alvo, mas se deixarmos ao acaso ou como diz na música “deixa a vida me levar” com certeza, ao passar dos anos, não vamos ter construido nada significativo e nos tornaremos pessoas amarguradas e frustadas.

11ª Atitude. Treinar, treinar, treinar… Parece falar o obvio, mas não é. Com o advento da internet, YouTube e toda a facilidade de acesso à informação e a imagens, percebe-se que muitas pessoas dão mais ênfase ao ver do que ao fazer. Uma atividade psico-motora como o Aikido requer para o seu aprendizado não apenas o ver, mas muito, muito mais o praticar. Só ele é que vai dar as condições para cada um desenvolver o seu Aikido. Quando você apenas vê, esta registrando a informação como se estivesse escrevendo algo na areia, qualquer vento ou água ira apagar este registro. Quando você pratica, executa o movimento, você esta riscando esta informação levemente na pedra; se repetir este movimento centenas de vezes, este registro já começará a ficar mais definido, a marca será cada vez mais profunda. Agora imagine como será depois de repetir milhares de vezes: o resultado é que esta informação, este registro passará a fazer parte de você e da sua essência. Mas o caminho não para por ai, a ”cereja” do bolo ainda está por vir e ela está ao seu alcance. Em um próximo texto estaremos falando sobre isto.